Fisioterapia pélvica pode ajudar em dor na relação sexual? SIM!!! E não só nisso.

A fisioterapia pélvica tem importante atuação nas disfunções sexuais (DS) femininas e masculinas.
Mas antes precisamos entender algumas coisas! ☝️

🔺A função sexual depende de um processo biopsicossocial complexo, coordenado pelos sistemas neurológico, vascular e endócrino. Logo, o tratamento de DS, pode depender de uma equipe multidisciplinar, que possa auxiliar em todas as causas que possam gerar em disfunções.
🔺A prevalência de disfunção sexual na população em geral é muito alta. Sugere-se que cerca de 43% das mulheres e 31% dos homens tenham algum tipo de DS.

♀️As DS mais comuns nas mulheres são: desejo sexual hipoativo, disfunção de excitação, anorgasmia, dispareunia, vaginismo, vulvodínia, entre outras.
♂️Entre os homens, a ejaculação precoce e a disfunção erétil são as DS mais comuns.

🤔E qual a atuação da fisioterapia nessas disfunções? A fisioterapia vai se concentrar na função. O tratamento visa corrigir deficiências que compõem cada disfunção sexual, específica para cada indivíduo. Embora alguns pacientes possam ter os mesmos sintomas, as causas desses sintomas podem diferir.

📄Antes de dar início ao tratamento, é primordial que seja feita a avaliação completa do paciente, sendo composta pela coleta de história, onde será analisada a função sexual, seguida de uma avaliação postural e uma avaliação funcional do assoalho pélvico.

🧑‍🏫O primeiro passo no tratamento de qualquer disfunção sexual é a educação sexual. A educação sexual precisa visar à normalização das experiências do indivíduo e reduzir a ansiedade sobre o sexo, fornecendo informações precisas.

🧑‍⚕️Como recursos terapêuticos para as DS temos: Treino de percepção corporal; Exercícios pélvicos e perineais; Uso de cones vaginais; Biofeedback, Eletroestimulação; Massagem perineal; entre outras técnicas específicas a cada disfunção.

Se você se identificou com alguma das informações descritas aqui nesse post, me escreva nos comentários ou me manda um direct! E lembre-se, você não está sozinhx!

Similar Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *